quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Sócrates - educação ou corrupção à distância?


De fato talvez Sócrates seja um mestre. E não, não me refiro ao filósofo que deve estar a contorcer-se na sua tumba. Refiro-me ao ex-primeiro ministro português. E refiro-me claro à educação à distância. Mas não. Não será a académica. Refiro-me à instrução de corrupção. Ao único tipo de instrução, com grau e mérito, que poderá Sócrates, mesmo à distância transmitir.

José Sócrates notícias
Imagem: Jornal Público


Uma Universidade do Brasil utilizou a imagem do ex-primeiro ministro José Sócrates para veicular publicidade sobre a instituição de ensino. Segundo os responsáveis a fotografia foi comprada num banco de imagens e ninguém sabia que se tratava de uma figura pública. 

Costuma-se dizer e é bem verdade, a vida é mesmo irónica. E pelos vistos, no Brasil não perceberam sequer aonde está a ironia. Ocorre que o percurso académico de José Sócrates deixou de existir há alguns anos, e por isso peço desculpa, mas não lhe posso chamar Doutor, visto que este senhor concluiu o curso de Engenharia Civil, num domingo, pela Universidade Independente, no mesmo dia em que teve lançadas as notas de quatro cadeiras. Ora para quem não conhece Portugal, não pense que temos aulas aos domingos, ou que sequer as instituições se mantêm abertas, porque não.

Para além disso, tornou-se público que o teste de inglês técnico efetuado por José Sócrates seguiu com um cartão de visita seu, na altura Secretário de Estado, e que quatro cadeiras que "cursou" foram lecionadas por figuras políticas, que eram também seus amigos pessoais.

A investigação sobre esta situação foi absurdamente arquivada. No entanto, bem mais graves são as suspeitas de corrupção de que é alvo e que o levou a estar em prisão domiciliária. No entanto, considero que para quem não possui ensino superior é uma regalia em excesso.