quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Como renovar bancos metálicos enferrujados




Quem viu o meu post sobre a remodelação que fiz na cozinha viu estes bancos que 
ganharam nova vida, mas acabei por não explicar o processo de pintura.

Em primeiro lugar estes bancos foram comprados em segunda mão através da OLX.
Consegui os dois por 25€ porque já tinham a tinta danificada e a pessoa 
queria desfazer-se para desocupar espaço.

A base metálica já tinha sido pintada mas estava com algumas partes descascadas e 
outras com ferrugem. Provavelmente a pessoa lavava o chão da cozinha e não
 tinha o cuidado de retirar os bancos.


Explicando o processo....


Para remover a tinta spray do metal, o modo mais simples é com acetona.
Fiz várias experiências, desde lixar a raspar, a removedores...
mas o resultado é muita sujeira e muito tempo despendido.


O truque...


O truque por incrível que pareça é aplicar uma ligeira camada de tinta spray sobre 
a superfície e a seguir a acetona, enquanto a tinta ainda está fresca. 
Acabei por aplicar com algodão porque não pretendia nem lavar nem deitar panos fora.

Começa por sair a tinta fresca e a seguir todas as camadas de tinta que há por baixo.
Até a ferrugem saiu...
Se aplicar a acetona diretamente sem aplicar um pouco de tinta spray 
será preciso esfregar mesmo muito para retirar toda a tinta e o mais certo é desistir antes.


Para pintar...


Para maior aderência e resistência é bom aplicar um primário antes, também em spray.
Após secar é só aplicar a cor desejada. Eu escolhi o preto porque fiz a cozinha 
em preto e branco, mas também existe tinta spray metálica.



Não aconselho tintas das lojas do chinês!


O barato saiu-me caro duas vezes!
Da primeira vez comprei um removedor de tinta em spray 
e não funcionou, não retirou uma lasca de tinta sequer.

Da segunda vez foi um spray na cor dourada, que simplesmente 
não aderiu às superfícies que pintei - vidro e plástico. A tinta escorreu 
completamente, o que não aconteceu com sprays comprados no AKI e 
que usei para pintar sobre as mesmas superfícies.



Espero que tenham gostado da ideia.
É isso, evitem produzir lixo e reaproveitem sempre que possível.
Poupam algum dinheiro e o meio ambiente agradece!
:-)

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Como organizar papéis de forma simples, barata e com style

Precisa de uma arrumação em casa?

Ao fim de cada ano nos deparamos com uma quantidade quase
infinita de papeladas, documentos e faturas que se vão acumulando
por cada canto da casa não é verdade?

Eu detesto papéis e mais ainda detesto vê-los espalhados e nunca 
saber aonde estão os documentos que preciso.
Por isso desorganização não é comigo.

Fica aqui esta dica simples, económica e amiga do ambiente ;-)



A ideia é simples, cortar as caixas de cereais do tamanho
 pretendido e forrar com papel ou contact.

Neste caso forrei com papel de parede e usei a cola para papel de parede
 também. Como tinha forrado os contadores da água e da eletricidade 
com este papel e acabou por sobrar, aproveitei para forrar a caixa e depois
 apliquei com cola quente um cordão de sisal para ficar um remate bonito.
Também se pode usar para arrematar... fita de cetim, pedaço de tecido, etc.

Para cortar a caixa não medi nada, uni as laterais superiores e cortei, 
a caixa fica um pouco amassada ao fazer isso, claro, mas o objetivo 
é forrá-la portanto não se vai ver nada.



Pronto, agora as faturinhas por pagar ficam aqui separadas.
Assim não se perdem.
Esta é uma ideia que também pode servir para colocar
revistas, jornais e até separar documentos por categorias.
Organizar pode ser simples, barato e com style ;-)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Como fazer uma bandeja com cartão


Uma boa forma de manter a baguncinha organizada

Ao invés de ter chaves e carteiras jogadas em cima do balcão,
esta é uma boa opção para não termos uma confusão visual logo à entrada.

Feita com tampa de caixa de papelão, papel contact e uns 
brilhantezinhos para dar algum charme à coisa ;-)



Baratinho, baratinho :-)


O processo é simples, usei uma tampa de resmas A4, forrei por dentro 
com papel contact para proteger mais e colei este pedaço de cortolina 
decorada que encontrei numa loja do chinês por 0,45€. 
Por fora apliquei esta tira de brilhantes com cola quente que 
custou 3€ e sobrou um pouco para outras aplicações.



Mas se quiser gastar ainda menos é só usar 
um pouco de imaginação e forrar com outros materiais.
Até com retalhos de tecido que tenha em casa, uma peça que não use mais.

A ideia é darmos nova utilidade aos materiais e desperdiçarmos o mínimo possível.



sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Tens de visitar em Lisboa

ROOFTOP "O TOPO"


Quanto mais ando por Lisboa mais percebo que ainda há imenso por desvendar...
Ter amigos licenciados em Turismo também dá jeito. 
Desta vez a minha querida Susaninha surpreendeu-me com mais um Rooftop, 
como por cá se denominam estes espaços de cobertura, praticamente e como 
o nome o evidencia, no telhado.

Castelo São Jorge


O Topo é um bar localizado na praça da Martim Moniz, exatamente no último andar 
de um dos edifícios mais antigos da zona.

Muitos chamam de Centro Comercial mas na verdade é um local especialmente dedicado 
à venda a retalho, de roupas e outros diversos tipos de artigos, por chineses, indianos, 
paquistaneses e por aí adiante. Também vendem à unidade, por quem ali passeia, e a 
muito bom preço, mas essencialmente são distribuidores que focam suas 
vendas em grandes quantidades e claro, a um preço ainda mais reduzido.

É por essas características que nunca pensei que ali houvesse um bar...
A vista para a Mouraria e especialmente para o Castelo de São Jorge é brutalíssima!

Se vens a Lisboa como turista, já sabes, tens de conhecer a cidade vista do Topo ;-)



martim moniz

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Como fazer uma bancada na cozinha


Bora lá fazer mais lixo?
Nãaaaaaaaao


cozinha preta e branca



A visão da cozinha cá de casa era um autêntico caos.
Móveis pequenos, pouco espaço para guardar as coisas, cadeiras partidas
 e uma mesa sempre disponível para pousar qualquer coisinha que houvesse.

Como não era possível neste momento trocar por uma cozinha nova a minha cabeça 
começou a magicar... Até eu tenho medo quando isso acontece.
É sempre sinónimo de pó, tinta e afins...
Mas vale sempre a pena quando a alma não é pequena ;-) 

E não sei, mas sinto que estas mudanças renovam as energias.
E se interiormente às vezes é difícil sermos sempre positivos,
por fora podemos sempre fazer qualquer coisa que ajude a modificar a nossa energia.
Olhar todos os dias para o caos parece que nos impede de arrumar as ideias.
Eu sinto isso...


bancada na cozinha

Bem, tudo isto começou pelos bancos.
Andei à procura na OLX de uns bancos altos e baratos.
Não estava disposta a gastar balúrdios com esta ideia e se não arranjasse os bancos não
havia bancada para ninguém ;-p

Até que encontrei estes, por apenas 25€ os dois.
Estavam apenas a precisar de uma pintura na base que é de metal e estava enferrujada e a descascar.
Nada demais para mim. Nada que uma tinta não resolvesse o problema.
Num próximo post explico o passo a passo desta pintura.

Realmente dei-me conta da quantidade de coisas usadas à venda, e em bom estado de 
aproveitamento, que nós nem sequer cogitamos como hipótese. 
Pensamos sempre, bora lá comprar um novo. Bora lá consumir e produzir mais lixo. 

E esta é uma forma excelente de contribuirmos com o nosso bolso e com 
o meio ambiente, aproveitando materiais. Algo que já não é útil para os outros pode bem ser útil 
para nós e por vezes para outros fins.

Portanto fica aqui o meu conselho. Se querem transformar alguma coisa em casa
e não têm muitos recursos para isso uma boa dica é procurarem móveis usados
que mesmo que não seja ao vosso gosto possam transformar.
Isso também faz com que os vossos móveis tenham a vossa personalidade,
 porque vos permite personalizar ao vosso gosto ;-)

A madeira para a bancada comprei no AKI.
Quanto aos suportes, têm de ser uns resistentes, pois alguns dizem que suportam muito
peso mas não é verdade de todo. Os primeiros que comprei não eram bons...


proteção bandeja de tinta

Nunca mais me ponho a lavar bandejas de tinta...
Confesso que a pior parte de pintar, pelo menos para mim, era sempre ter de lavar os utensílios.
E há soluções tão práticas como esta. 
Andam a vender bandejas descartáveis de plástico e caríssimas não sei para quê.

bancada preta, frigoríco preto

Particularmente eu gostei da madeira ao natural, fica rústico.
O problema é que não combinava com o outro lado da cozinha...

A tinta que utilizei para pintar a bancada é uma própria para madeira, uma tinta acrílica acetinada.
Também comprei no AKI, e é uma marca branca bem mais barata que as outras.
Foi a mesma que utilizei para pintar os puxadores dos móveis da cozinha.

Também adesivei o frigorífico cá de casa, com papel contact.
Mas não gostei muito de como ficou o acabamento das portas, o recorte não ficou bom.
Estou a pensar em passar tinta spray...Bom, tema para outro post ;-)



móvel branco cozinha

Móvel do IKEA preparado para o viciado em CrossFit cá de casa.
Não vale a pena remar contra a corrente, o melhor é adaptar as coisas às nossas
necessidades diárias e assim conseguimos ter sempre tudo organizado.
Esta é outra dica ;-)

O saco de treino estava sempre no chão da cozinha. 
Para quem treina todo o santo dia não ia exigir que colocasse o saco na varanda ou no quarto.
Até porque isso não ia acontecer ;-p
E é uma função mesmo preparar tudo para o treino, acabava sendo a cozinha o dormitório,
então mais valia criar um espaço para colocar o saco, os batidos, a creatina, etc, etc e tal.


O cantinho do café e a minha latinha à espera de ser pintada ;-)


Também acabei com isso de andar sempre à procura de uma caneta ou de uma 
tesoura para cortar as embalagens. E claro, foi uma forma de dar uso às minhas latinhas ;-)

Estou numa fase de consciência ambiental.
Guardo tudo quanto é embalagens que possa reaproveitar.

A quantidade de latas, frascos de vidro e embalagens de plástico que deitamos fora é absurda.
E o incrível é que somos capazes de ir à lojinha do chinês e trazer 
frasquinhos para guardar os trecos que temos. Não pode ser!


Os saquinhos de pão feitos pela minha amiga, com tecido reaproveitado.
Sim, retalhos, sobras de fábrica.
Esta é outra dica ;-)

Pronto, agora falta cuidar da minha hortinha de ervas aromáticas e personalizar os meus frascos, 
trazer um pouco de cor para além do preto e branco. Um tapetinho vermelho? 
Mas claro, temas para outros posts :-)

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Como renovar os armários da cozinha

Pintando os puxadores dos armários

Definitivamente a falta de recursos dá-nos alguma criatividade a mais.
Há algum tempo que quero renovar a cozinha mas neste momento é impensável
substituí-la por uma nova. Então há que pensar em soluções alternativas...

Uma lata de tinta de 3€ foi tudo quanto bastou para começar.
Pintei os puxadores dos armários de preto e acho que já ficou com um ar mais moderno.

armário cozinha preto e branco


armário cozinha branco

Os puxadores eram assim, este tom de madeira escuro.
Acho que não tinham nada a ver sequer com o mármore...

armário cozinha preto e branco

O que acham?

A tinta que utilizei foi uma própria para madeira, bastante resistente.
Eu nem sequer retirei as portas do sítio para pintar. 
Fiz por partes de forma a que elas não encostassem umas nas outras, porque
senão não ia ter espaço aqui em casa para colocá-las todas no chão, ia ser muita bagunça.
Ao fim de 5 dias já tinha tudo pronto, fui dando as demãos com calma, à medida que ia
fazendo outras coisas aqui em casa, e à medida que a tinta ia secando.

Agora estou a pensar fazer alguma coisa nos azulejos...
Esperem os próximos posts ;-)

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Como reaproveitar roupas que já não usa mais


É incrível como o tempo passa, o nosso corpo muda e por vezes não sentimos diferença 
quando nos olhamos ao espelho. Mas de repente apetece-nos vestir uma determinada roupa e ... 
Xiça! Já não dá. Ou está curta demais ou já não é o nosso estilo.
Ainda há dias vesti uma macacão preto que eu há uns anos adorava.
Mas desta vez quando me olhei ao espelho pensei: Credo, quê horror!
Como eu pude alguma vez gostar disto! Senti-me pesada. Como se fosse para um velório.

E depois experimentei dois vestidos.
E xiça! Estão super curtos. E eu adoro-os.
Bem, no caso dos vestidos eu já sabia há algum tempo que estavam muito curtos 
mas tentei mais uma vez a ver se conseguia usá-los.

Mas definitivamente não. Com 32 anos sinto que o meu corpo está mais largo 
e que mesmo que eu fique muito muito fit, o meu quadril não vai encolher,
pelo contrário.

Então pensei transformar algumas peças, porque são roupas que eu gosto 
e não queria passar a diante. 

Para já transformei os dois vestidos que estavam super curtos, em dois croppeds, 
e um blazer que se tinha rasgado há uns anos e que eu guardei até hoje.
Os croppeds ficaram lindos para usar com saia pencil.
Com 20 anos nunca me imaginei com saia pencil.
hahahahaha
Como mudamos!
Agora com 32 anos não consigo usar saias muito curtas,
a não ser que seja para ir à praia... E não é porque entrei nos "inta"
O nosso gosto realmente muda. Com saias mais longas sinto-me com mais classe,
com mais confiança. Aquela classe que os vinte anos não me exigiam.
Engraçado isso...



A primeira peça a levar com tesoura foi este vestido.
O forro ficava-me super curto, impensável usar assim.
E arranjar outro forro? Pois, eu sei que ficaria com o vestido mais
 um ano no guarda-roupa à espera disso.

Então resolvi fazer um cropped ;-)


E a sobra da renda não vai fora...
De certeza que vou poder aproveitar em outras invenções..



Acho que ficou muito giro para usar com este tipo de saias.
Não gosto de colocar blusas muito compridas porque nunca se consegue colocar a
roupa para dentro da saia sem criar volume...




Este vestido....como eu adorava....
Comprei-o na Primark e como era muito muito comprido cortei-o,
inclusive nas mangas, porque eram demasiado longas para um vestido curto.

O problema é que cortei muito curto, e aos 24 anos tudo bem, ainda usei algumas vezes,
Mas agora está ainda mais curto, já não dava...


E pronto, ficou assim.
Mais um cropped ;-)





Estas sainhas também têm enfeitado o meu guarda-roupa :-p
Já tentei usar mil vezes e depois não gosto de me ver com elas.

Estas ou ponho à venda ou então vou pensar em utilizar o tecido 
para ideias DIY (Do it yourself)
De repente forrar caixas, qualquer tipo de utilidade ei de arranjar...



Por último, é este blazer...
Sempre amei este blazer de linho, tem um corte lindo.
Comprei-o numa feira aqui em Portugal e custou-me apenas 5€.
Um dia a parte de trás da costura rompeu-se ;-(
Agora decidi coser um tecido de renda por dentro, ficou invulgar.
o que acham?


sexta-feira, 30 de setembro de 2016

O que não vestir

A falta de bom senso no mundo fashion


Não sou entendida em moda. Não sei o que é preciso para alcançar um nível top de expertise. A mim basta-me o bom senso. Há regras básicas que a minha consciência considera uma obrigação respeitar. E o meu espelho emite um sinal de alerta. Não, não, não. Isso não. Não sais assim à rua. Nem penses. Pronto. É esse o meu entendimento de "High Fashion". E tenho a dizer-vos. Funciona muito bem. 

Também gosto de observar o que as pessoas vestem. Mas não. Não sou daquelas que tece tapetes de críticas mentais e passa a vida a comentar com as amigas - Olha-me para aquilo! A não ser que... A não ser que seja algo muito chocante. Mas nesses casos o meu olhar perplexo diz tudo o que a minha boca não precisa, de todo, dizer. 

Enfim, gosto apenas de ver como determinadas peças de roupa e determinadas cores que eu nunca ousaria misturar, afinal funcionam. E claro. Que há combinações que nem na memória é bom guardar. E é assim que acabo por ousar outras misturas, outras cores e estilos.

Dito isto, não consigo perceber o porquê de a alta costura ousar ao extremo, para lá do bom senso. Ora vejamos...


Coleção Ann Demeulemeester, Verão 2017

E eu pergunto-vos. Really? Ousem arrancar a manga de uma das vossas camisas de chiffon. 
Ou quem sabe enrolar um tecido em um dos braços, por cima de um top sem mangas. 
Really? Isto é moda para quem? Eu digo-vos. 
Isto é moda que nem dá vontade de olhar. Quanto mais usar.


Coleção Chloé, Verão 2017

Ai. Este também é top. 
Ousem vestir uma camisola três tamanhos acima do 
vosso número, e correm o risco de serem convidadas para uma luta de rua.
A minha regra básica do bom senso quanto a moda: Nunca conjugar duas peças largas, 
para não correr o risco de ficar a parecer um saco de batata. 
Se o top é largo as calças devem ser mais justas. 
Se as calças são largas o top tem de ser mais cintado.




Uau. Chloé, também.
A modelo é o que salva o look. Nota-se que qualquer trapo lhe fica bem.
Se a saia fosse de uma única cor ou até às riscas que fosse, ainda papava.
Se eu fizesse esta combinação diriam-me que tinha comprado a roupinha na feira.
Epa e eu compro roupa em feira e nas lojas do chinês. Mas eu sei comprar.
E tenho o mínimo de bom senso a conjugar roupa.
Mas sabem aquela velha história?
Um rico a correr é desportista e um pobre a correr é ladrão?
Acho que é mais ou menos isso.
Se for uma figura pública a usar vale tudo! É fashion!
Se formos nós comuns mortais estamos um bocadinho lixadas...


Coleção Y Project - Verão 2017

Bem, isto pode sempre piorar.
Esta talvez seja uma opção para o guarda-roupa do filme as "50 Sombras de Gray".
Ou talvez não. O filme era fraquinho mas as roupas até eram bonitas.
Esta roupa não sei, estavam a tentar descobrir a sensualidade e ...
Nunca encontraram.

Coleção Y Project - Verão 2017

Isto de selecionar as piores roupas não é uma tarefa nada fácil.
É que nem imaginam.
Neste caso, não há ponta opor onde se pegue. Muito próximo a um espantalho.
Até a modelo está deprimida



Maison Margiela, Verão 2017

Really?
Se esta fosse uma roupa concebida num concurso para designers de moda,
sou capaz de ter uma ideia de que o designer que tivesse desenhado 
isto seria logo eliminado.
Então realmente não consigo perceber o motivo pelo qual a alta costura 
se dá ao trabalho de produzir este tipo de peças que efetivamente ninguém 
vai vestir. A não ser que seja num filme Madmax.

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Renovando guarda-roupa antigo



Papel de parede e tinta é tudo quanto basta 
para dar uma nova cara aos guarda-roupas antigos.



remodelação de guarda-roupa antigo


gavetas armário


renovar gavetas



Revesti as gavetas por dentro porque as roupas estavam a ficar com pó 
e a minha sinusite não me larga...
Usei papel contact, comprei este na loja do chinês, 1,50€.
O papel de parede era o mesmo que já tinha utilizado na porta de entrada e no hall.

papel de parede no guarda-roupa

Estava a evitar pintar as portas por dentro mas a verdade é que embora 
estejam a maior parte do tempo fechadas não gosto de as ver assim.
Por isso já sei que no próximo fim de semana vou acabar por agarrar-me 
novamente às tintas ;-)

gavetas papel de parede azul


guarda-roupa de corredor renovado


guarda-roupa de corredor

Depois que pintar as portas por dentro atualizo o post.
A princípio na próxima segunda-feira.
Para já o que acham? Gostam?

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Azulejos autocolantes


Será que é desta que começo logo as obras?


Na sequência do post de ontem, aventurei-me à procura dos azulejos autocolantes no Ebay.
Tão comuns no Brasil e tão raros em Portugal.
Encontrei apenas uma loja online em Portugal mas os preços ao que parece são caros.
Quem souber de alguma loja que não virtual me diga, pleaaase!

Encontrei algumas opções em conta no Ebay, e como habitual com
os links caso também se interessem.
Podem servir não para revestir completamente todos os azulejos, 
porque acho too much, mas de repente fazer uma decoração com alguns ;-)



Glass-Mosaic-Border-Tiles


28,99€ por 10 tiras

Adoro estes, acho lindos de morrer.
Até os imagino a fazer de moldura para algum espelho...


azulejos autocolantes em lisboa


2,99€/un.

30,48 cm X 30,48 cm  


azulejos autocolantes em lisboa

Self-Adhesive-Mosaic-Tile-Stickers

10 azulejos autocolantes por 5,21€


azulejos autocolantes em lisboa

Self-Adhesive-Decorative-Mirrors

 16 unidades por 3,89€

14,8 cm x 14,8 cm


Hummm...
Esta solução de espelhos autocolantes também acho uma excelente ideia.
Um pouco de criatividade e bom gosto e consegue-se fazer algo giro.
Acho que vou magicar melhor estas ideias no fim de semana
;-)

azulejos autocolantes espelhados em lisboa


16 unidades por 4,85€

15 cm x 15 cm