segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Como se apresentar numa entrevista de emprego



Bastam 4 Minutos para formarem uma opinião 

a seu respeito



Não é fácil manter o foco, a confiança e a perseverança num nível altamente elevado quando nos encontramos numa situação de desemprego. A própria palavra “desemprego” carrega um estigma e uma energia que praticamente nos induz a sentir uma certa sensação de incapacidade. De tal forma que, quando o tema surge numa determinada conversa, mesmo entre amigos, parece que falamos no assunto sempre num tom mais baixo do que o normal e com os ombros ligeiramente descaídos, como se estivéssemos a ser empurrados contra a terra.

É certo que ficar desempregado é complicado quando se tem contas a pagar e compromissos a cumprir, mas também é certo que, por vezes, só efetuamos mudanças na vida quando somos forçados a isso ou subtilmente convidados a fazê-lo. E a verdade é que nos mantermos demasiado tempo a trabalhar na mesma empresa pode, em alguns casos, estagnar o nosso crescimento profissional, a menos que você já tenha encontrado o trabalho dos seus sonhos e esteja exatamente aonde queira estar.

E já que a mudança impõe-se, o ideal é encarar a situação como uma oportunidade para encontrar um excelente trabalho. Para tal, existem alguns aspetos cruciais a que deve dar a devida atenção e que fazem toda a diferença na hora de causar um bom impacto.

Dizem os especialistas que, são quatro, os únicos minutos que temos para causarmos uma boa impressão, e que a nossa perceção valoriza mais o que vemos do que as palavras que ouvimos. Assim sendo, fatores como a roupa que vestimos, o cabelo ou a barba ou os gestos que utilizamos enquanto nos expressamos são absolutamente fulcrais para que uma opinião a nosso respeito seja formada.



3 Fatores a que deve estar atento

           
Vestuário

Deve-se optar por roupas formais com cores sóbrias. No caso das mulheres, é vetado o uso de decotes e saias curtas, caso seja Verão e escolha um vestido o mesmo deve possuir linhas retas e sóbrias. Até mesmo a cor dos acessórios é relevante e esta é uma regra que se enquadra tanto para homens como para mulheres. No caso de relógio ou joias, prefira metais como a prata (cor fria), em detrimento de metais dourados (cor quente). Estas escolhas farão com que transmita ao entrevistador uma postura mais ou menos profissional, com mais ou menor rigor.

Higiene

As unhas não podem ser esquecidas. Não falamos só verbalmente mas também com as mãos, e estas vão estar constantemente a ser observadas pelo entrevistador. No caso das mulheres, a cor e o cumprimento das unhas também são muito importantes. O ideal é optar por cores suaves e não manter as unhas demasiado compridas, pois isso poderá demonstrar uma personalidade demasiado forte ou mesmo agressiva.

O cabelo e a barba são a moldura do rosto, por isso deve preocupar-se tanto com eles como com o que veste. No caso dos homens, a barba não deve ficar por fazer ou pelo menos deve ser bem aparada, caso contrário corre o risco de passar uma imagem menos “limpa”.

No caso das mulheres e do “bad hair day”, se não tiver o cabelo liso, opte por fazer um penteado simples ou por alisá-lo, pois lembre-se, tudo o que pretende é transmitir um ar limpo e cuidado. Cabelos rebeldes transmitem a falsa mensagem de pessoas rebeldes e isso é tudo o que não pretende.


Postura

Se imagem é importante, a confiança não pode ser deixada para segundo plano. Passos e aperto de mão firmes, ombros e cabeça erguidos, colocação de voz moderada e sem hesitações, gesticulação sem excessos e evitando-se movimentação dos braços acima do peito. Todos estes são fatores que irão transmitir ser uma pessoa confiante, segura e equilibrada.


Seja motivado e cative


Para além destes cuidados deve demonstrar uma energia empática e motivada. Lembre-se, estar desempregado é uma oportunidade de mudança, portanto, encare como um desafio. E como qualquer pessoa que gosta de desafios é destemido e sabe o que quer, você certamente encontrará a oportunidade de trabalho que procura. Confie.