terça-feira, 6 de setembro de 2016

Como ganhar dinheiro na internet. Ou não.


         Diversas são as tentativas de ganhar dinheiro com e através da internet. A procura por este tema nos motores de busca é um dos mais concorridos a nível de tráfego. As opções parecem tentadoras, mas devo dizer que a minha experiência não é nada positiva com relação a este assunto. 
        E como existem muitas pessoas que escrevem sobre este tema sem nunca terem experimentado sequer alguma das opções que, dizem, possibilitar ganhos através da internet, decidi partilhar a minha experiência.





Sites que angariam freelancers para produção de textos


Escrever.com

        Vi o anúncio no facebook e achei interessante. Fiz o registo no site e tive de enviar um texto com 500 palavras de forma a validarem a minha inscrição. Estranhamente em poucos minutos a minha inscrição foi aprovada, embora a plataforma indique que a resposta possa demorar até 15 dias. Após validada, tive acesso a um perfil dentro do site que me permitiria ver os temas disponíveis para escrever. Mas para meu espanto, não havia nenhum tema, pese embora o site indique que existem centenas de temas disponíveis. Enviei um e-mail para a plataforma que foi prontamente respondido. Disseram que possuem muitos freenlancers inscritos e que é preciso visualizar o site com frequência, pois cada pessoa escolhe o tema sobre o qual pretende escrever. Estive atenta durante uma semana, o meu principal intuito era perceber quanto pagam por texto, o que poderia variar dependendo de quem solicitasse o serviço. No entanto passados 7 dias, não existe nenhum tema disponível para escrita. E a minha questão é, se já possuem assim tantos freelancers cadastrados, porque motivo estão a fazer publicidade no facebook para angarearem mais? Parece-me que a resposta é uma só. Pretendem ter acessos e divulgarem-se. Acabei depois por pesquisar sobre esta plataforma e vi comentários de pessoas a dizerem que pagam 2€ por um texto de 500 palavras. Bem, por 2€ definitivamente não escrevo.


TextBroker

          Após a minha experiência com o Escrever.com decidi procurar outras plataformas do género. Inscrevi-me no TextBroker mas não acabei por não efetuar o texto para ter o registo validado. Não podia utilizar o mesmo tema porque os mesmos são sugeridos pelas plataformas e então decidi instigar mais o site deles e eis que torci o nariz por um motivo. No início do site eles têm indicação do quanto pagam por palavra dependendo do nível em que o escritor se enquadre. E aparece 0,70€ (setenta cêntimos) por palavra, para o nível principiante. Achei excelente demais. Até que mais abaixo do site há uma espécie de calculadora simulatória, fiz um cálculo e na verdade eles queriam dizer 0,07€ (sete cêntimos). Quase o mesmo, não? Só por isso, não me pareceu um site de muita confiança.



Sites que angariam freelancers para clicarem em anúncios


Neobux X

          Esta plataforma é só um exemplo. Existem inúmeras outras disponíveis na internet. Em tempos cheguei a acreditar nesta possibilidade de fazer dinheiro. E não digo que não seja possível. Mas de facto já tentei e não consegui ganhar nada. Parece uma proposta tentadora, ganhar dinheiro a ver anúncios ou sites, até porque alguns sites são bastante interessantes e ser pago para navegar na internet não é nada mau. O problema é que depois de nos registarmos em plataformas que permitem este tipo de ganhos, descobre-se que tudo se trata de Marketing Multinível. E de verdade? Eu sei que muitas pessoas conseguem fazer dinheiro com isso. Mas como eu já perdi 1000€ nesse tipo de brincadeira, não pretendo mais, obrigada. E a verdade é que mesmo que as pessoas desistam por não verem a obtenção de ganhos, as plataformas já lucraram com o tempo de "tentativa" que cada um disponibilizou a clicar em anúncios e sites.



A melhor opção - Sites que compram fotos


Alamy

         Esta parece, de todas, a possibilidade mais credível para ganhar dinheiro na internet. Todos os sites que vendem imagens também compram, portanto as opções são muitas. O Alamy, no entanto é o único que eu descobri que não exige direitos de exclusividade. Portanto você pode usar as imagens no seu blog e ao mesmo tempo disponibilizar a fotografia para venda. Todavia, este tipo de plataforma é muito exigente quando à qualidade das imagens. Resolvi submeter umas fotos que tinha guardadas para verificar se validariam o meu registo. E todas as imagens que enviei foram tiradas de uma máquina fotográfica Canon com uma lente de excelente qualidade. No entanto, as minhas imagens foram desqualificadas, Mas penso que sei porque, a questão é que para não consumir demasiada memória do meu cartão SD eu tenho tirado fotos sem utilizar o máximo de qualidade que câmara me permite.